O senador Gilvan Borges pediu licença de 120 dias do senado federal. Quem assumiu no seu lugar, foi o suplente (e irmão) Geovani Borges.

Até o Capi assumir, claro.

Lindo debate