A partir do próximo dia 26/04, a formação superior promovida pelo Estado ganhará um forte aliado desta vez exclusivo para aqueles que são formados nas Escolas Famílias (EFAs) do Amapá. A data marcará o início das atividades letivas do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias, projeto piloto do Programa de Formação no Campo da Universidade do Estado do Amapá (UEAP).

A aula inaugural, marcada para 9h30, acontecerá na Escola Família Agrícola de São Joaquim do Pacuí, no distrito de mesmo nome, onde funcionará o curso na modalidade presencial, em sistema de alternância quinzenal, o mesmo praticado pelas EFAs durante toda a educação básica.

O curso de Ciências Agrárias é fruto de parceria entre o governo do Estado, UEAP e Associação das Redes das Escolas Famílias do Amapá (Raefap), que no dia 1º de março assinou convênio anual com o governo do Estado no valor de R$ 3,2 mi destinados à manutenção das cinco escolas famílias existentes no estado.

A formação superior destinada aos residentes das áreas rurais, a maioria sustentada pela pequena produção agrícola e agroextrativista, é fruto dos anseios dos trabalhadores rurais e de parceiros como o governo do Estado, que vêem no ensino, pesquisa e na extensão a geração de oportunidades de desenvolvimento com consciência ambiental para proveito de todos, em especial dos produtores do campo responsáveis pela geração de riquezas a partir da matéria prima.

Entre os objetivos do curso de graduação, destacam-se a formação de profissionais habilitados para atuar como técnicos e pesquisadores, com consciência crítica e que respondam aos desafios que a sociedade exige. O perfil do profissional licenciado em Ciências Agrárias atenderá à formação técnica adequada para o exercício da docência nas escolas do campo, com domínio de metodologias pedagógicas que permitam a aplicação dos conhecimentos em diferentes níveis de ensino.

A área de atuação desse profissional vai do Ensino Fundamental ao Médio, especialmente em escolas com formação em alternância. No âmbito da pesquisa poderá desenvolver atividades em universidades, faculdades e institutos públicos e privados. Poderá também atuar como profissional liberal, por meio de assessorias e consultorias para instituições públicas, empresariais e políticas.

ASCOM-UEAP

Keila Rebelo
Assessora de Comunicação – Universidade do Estado do Amapá (Ueap)