Francamente

No site do Governo do estado, na página principal, tem a seguinte notícia

“O Governo do Amapá por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur) em parceria com Prefeitura de Macapá repassou na manhã desta sexta-feira, 7, no Salão Nobre do Palácio do Setentrião o pagamento para os artistas que prestaram serviços na Festa do Sol”.

A notícia só faltou dizer que foi um momento de grande emoção.

Francamente… Fazer evento e cerimônia para entregar cheques de pagamentos, de quem foi contratado para prestar um serviço, de seu ofício, pelo seu talento…

“Umbora” trabalhar melhor pessoal. Pagar quem prestou serviço é uma tarefa rotineira da burocracia do setor público. Os barnabés fazem isso desde que Cabral descobriu o Brasil.

Qualquer dia vão querer que os servidores públicos recebam seus pagamentos em cheques, das mãos do governador, em fila na frente do Palácio do Setentrião. Como se fosse um agradinho do Estado. Que tal?

Coloquem o cabeção pra pensar e usem melhor o horário de trabalho. O contribuinte, penhorado, agradece.

  • É desses pequenos fragmentos que se sustenta um governo;mentiroso,sem projetos,sem obras,sem iniciativa,corrupto.”Sucupira é aqui”.

  • É isso mesmo. E se possível daqui pra frente pessoal do governo, façam tudo escondidinho não dêem visibilidade pra p..rra nenhuma porque é feio fazer ação de marketing ou mídia sobre uma coisa assim tão…tão…desprezível. Na nossa época capirotística agente mandou fazer seis garrafas de azeite de castanha e servimos pra os jornalistas abestados com umas folha de alface e dissemos que tava sendo produzido lá na frança um milhão de garrafas que seriam vendidas em todo o mundo. Aprendam com a gente. Valeu alcilene. Tu é fera em comunicação mesmo. Tirei o chapeu.

    • Flavius, obrigada pelo elogio. Mas… produdir azeite de castanha na floresta e vender para a França É NOTIÍCIA. Pagar por serviços prestados NÃO É NOTICÍA. Entendeu? Não né cabeção. Melhor seria divulgar os show dos artistas

      • Pô. Minha cabeça não é tão grande assim mas ainda num entendi. 4 vidros de azeite “produzidos na floresta” É notícia. E olha que depois procurava-se os vidrinhos no supermercado e não se achava. Pagamento da galera que realizou serviços NÃO é notícia. Porque hein? Até um tempo atrás até parteira que tava de cadeira de rodas vinha receber cheque no palácio e olha que nem era um salário mínimo inteiro. Nessa época ERA notícia. Hoje não seria NOTÍCIA? Será que é porque hoje quem dá o cheque para os artistas não é o mesmo que dava para as parteiras? Aaaaaaah! Tô com dor de cabeça já. Vou continuar não entendendo de comunicação. Valeu pela aula.

        • Mas deveria ser,p/que seus neurônios tivessem mais espaço,quem sabe assim,mais livres p/entender oque se fala e escreve aqui.Um abraço sua ANT…..kkkkkk

  • Ahhh! E da próxima vez faz uma matéria mais indignada. Acho que faltou foi indignação nesse editorial. Faltou falar que receber grana por trabalho é um ABSUUUURRRDDOOOOOO! uma coisa que não se vê mais hoje em dia. Abraços

    • Querido. Vc nao entendeu corretamente o que leu. Nao acho um abusurso eles receberem grana. Acho humilhante é eles terem que vir receber o pagamento de seus trabalhos em cerimônia politiquinha como se fosse favor. Menos, né.

      • Boa Lene,dar tapa 100 mãos nessa gente é pouco.Tem que apanhar c/mãos mesmo, p/aprender pelos menos a entender oque estão lendo.Tadinhos…..até p/INTEPRETÁ,os “bichinhos” são ruins,mas mostra um ($$$$$$),que eles entendem direitim…….kkkkkkkk

    • Me diga ai,vc que estava lá. Será que teve parabéns p/vc,nesta data q…..pelo atraso no pagamento,tb?kkkkkkkk…..”coisas de Planeta Bizarro”.UUUUUIIIII! e os profissas(c/todo respeito), que precisavam receber p/serviço prestado,deveriam estar com cara de “felizes p/sempre”…..rsrsrsr

  • rsrs, ñ duvido mesmo q façam festa para o pagamento dos servidores, do jeito que o Estado ta ficando sem dinheiro, quando começar a atrasar o pagamento do funcionalismo, vão querer fazer um grande encontro com o Governador, para ele entregar de mão em mãos os cheques para o pagamento!

  • Alcilene, você está corretíssima, é um absurdo fazer festinha politica para um direito de quem trabalhou. Parabéns pela coragem e vá em frente.

  • Ei Lene, será que esse tal de Flavius não é o próprio WG, me disseram que ele adora lê o teu blog e tem medo de se identificar. Mas fazê o quê, ele não consegue nem governar. Como diz o deputado Rui: “esse governo tem uma coisa boa: É que tá prá acabar”… rs, rs, rs.

  • rsrsrsrsrs! essa é boa! bem só pra reprisar! ainda estão lá os que estavam lá na campanha de 2008 heim! pois muita gente boa ficou de fora! só mais uma! PÔ TANTA GENTE BOA AQUI E O SR PREFEITO DAR PREFERENCIA P/ GENTE LÁ DE FORA COMO “BRUNO E TRIO” “MEIO DIA” ENTRE OUTROS!

  • MININO, estive nas férias ai em Macapá e de vez em quando acordava c/foguetórios. Acostumada no Rio de Janeiro,onde esses(foguetes), é p/avisar aos traficantes da presença da policia,achei que aqui se tratava da mesma coisa(rsrsr),mas depois descobrir ,que ai o Estado (governo)e Município (prefeito),fazem festa até p/inaugurar SEMÁFOROS e LIXEIRAS públicas. Tudo há ver com SUCUPIRA…..kkkkkkkk,Mas como diz a música “malandro é malandro,mané é mané”,é só se “identificar” ai FLAVIUS. FUUUUUUIIII…kkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *