Faleceu Antonio Corrêa Neto

É com imenso pesar que este blog informa que faleceu hoje, domingo, às 07:15, o jornalista Antonio Corrêa Neto, aos 74 anos. Ele teve uma parada cardíaca na madrugada, foi para a UTI do Hospital São Camilo, mas não resistiu.

correaneto-1

Corrêa, o nosso querido Corrêa Neto, foi um dos mais combativos jornalistas do Amapá.

Atuou em rádio, jornais e TV, e foi um dos primeiros a acreditar na internet como uma grande ferramenta de democratização da informação, quando colocou no ar o seu bombado site www.correaneto.com.br. (Corrêa ria muito comigo quando eu chamava o correaneto.com de “bombado site”).

Foi diretor de jornalismo da TV Amapá e por muitos anos conduziu o “Bom Dia Amapá”, onde fez memoráveis entrevistas. Um grande entrevistador.

O jornalismo corria em suas veias, como sangue. Já prejudicado pelo diabete, doença que convivia há muitos anos e que, trouxe-lhe limitações na visão e nos membros inferiores, com um computador e um telefone, Corrêa se mantinha no topo dos jornalistas mais bem informados, movimentando seu site e dando em primeira mão notícias no twitter.

Sem dúvida, uma grande perda para o Amapá e para o jornalismo livre.

Mas o conforto vem da certeza que ele será festejado pelos anjos do Senhor e muito bem acolhido pelo Pai.

Seu aniversário de 70 anos
Seu aniversário de 70 anos
Eu e ele na Banca do Dorimar. Outro domingo
Eu e ele na Banca do Dorimar. Outro domingo

Choro pela tua partida física Corrêa Neto. Pronto.

E peço a Deus que conforte com Seu Amor o coração da minha querida Márcia, companheira inseparável desse pai. Dos dedicados filhos Eduardo, Marcelo, Paulo André. Das netas Juliana e Janaína, que moravam com ele. Ana Mércia, Ana Luíza e Ana Alice, e dos outros netos que aumentavam sua alegria. Da Dra Vera, ex-esposa e eterna amiga. E da Richene, namorada e companheira carinhosa.

correa

Corrêa Neto com meus irmãos Alcione e Alcinéa, desfilando pela Unidos do Buritizal, que homenageava meu pai, Alcy Araújo

 

O velório de Corrêa Neto acontece a partir das 12 horas, deste domingo, na Capela Santa Rita, na avenida Mendonça Furtado, próximo ao Hospital São Camilo.

  • O jornalista mais livre que conheci, agora mais livre está! Viva a memória e o legado de Antônio Corrêa Neto!

  • Sem duvida nenhuma uma perda inestimavel para o jornalismo amapaense. Que Deus conforte os familiares e amigos!

  • Está sendo virada uma das mais belas páginas do jornalismo amapaense. Nascido há 54 anos aqui no Amapá, tinha no profissionalismo desse senhor que agora nos deixou, uma referência de caráter, honradez e probidade. Fica o seu exemplo para as novas gerações de amapaenses.

  • Dia triste para o Estado do Amapá. Hoje calou-se a voz da liberdade e do comprometimento com a verdade. Perda irreparável para o jornalismo sério e independente. Sua vida não foi vã, marcou para sempre a história no Estado. Seu exemplo é o grande legado a ser seguido de resistência, luta e coragem! Para mim Vc será sempre especial, aquelas pessoas que passam sem querer em nossas vidas deixando para sempre as marcas em nossas almas. Minha admiração, respeito e orgulho de ter conhecido Corrêa Neto!

  • Irreparavel a perda do Admiravel Jornalista !
    A 1a. vez que li seu Blog foi por recomendação de Meu Irmão (João Sakai) Que disse:Noticias que pode ser confiavel sobre o Amapá em Blog, existe poucos, Correa Neto é um deles … bom mas fica ai o seu “Legado” um Otimo exemplo a ser seguido como Jornalista, que mesmo aqui distante, passei a Admirar e confiar !!! Meu Pesar a sua Ilustre Familia.

  • Mas um grande amigo que perco neste momento em que não estou na minha querida São José de Macapá. Recebi com muita tristeza a notícia do falecimento do Correa, uma figura que deixou um legado muito grande para o jornalismo amapaense, e por que não dizer da Amazônia também? Conversamos muito sobre política, cultura, jornalismos e, às vezes, até futilidades, nas mesas do antigo Lennon. E aqui de Rondônia, infelizmente, vejo reduzir o círculo de amigos estimados, como o Bonfim Salgado,o Lamarão, o Leonai Garcia, o Carlos Bezerra… Esse é um momento de muita tristeza a todos nós que amamos e lutamos pela liberdade de imprensa. Quero também deixar um abraça bem apertado e um beijo de conforto a minha amiga Márcia, ao Eduardo e a toda família. O Amapá está mais pobre sem o nosso querido Correa Neto.

  • Grande parte da minha vida, diariamente, lia correa. Sempre que pude, contribuí com alguma informação.
    Gosteria muito que o site continuasse a me acompanhar, agora sendo atualizado por outros bons jornalistas, como filha do Correa.
    Perda irreparável e que me deixa com grande emoção.

  • Que Deus amenize a dor dessa família, que tanto amou e acompanhou aquele, que para nós, jornalistas, foi um pai da profissão no Amapá; um orientador da investigação jornalística; um amigo.

    Que os anjos te recebam, Correa, meu grande amigo. Obrigada pelas portas que abriu no jornalismo. Você construiu uma linda história. Christina Hayne, sua eterna admiradora e amiga.

  • Seria bom para Macapá e para o Amapá que a memória de uma pessoa tão digna e honesta permaneça para sempre: uma rua, uma praça, um logradouro público no seu nome poderia ser uma forma de perpetuar sua presença no meio de nós

  • Poderia ser alterado o nome da Praça da Bandeira!
    Pois lá se realizam diversos atos em nome da liberdade de expressão, como os movimentos grevistas, o Carnaval do Povo, o Liberdade ao Rock, etc.
    A liberdade, que foi a principal bandeira levantado pelo tio Corrêa Neto.
    Praça da Liberdade Corrêa Neto… gostei! Ou algo assim, o que não pode é deixar o tempo agir e o nome de alguém tão importante à sociedade amapaense cair no esquecimento.

  • Não o conhecia,mais era da minha rotina como se ler um bom jornal,eu olhava seu blog e aconpanhava noticias reponsaveis ,agora só me resta orar a Deus por seu espirito e pedir que Ele deixe a Alcinea e Alcilene por muito tempo por aqui,que é os unicos blogs que vejo diariamento um freterno abraço PAZ e BEM,

  • Assim que eu entrava na internet, a primeira coisa que fazia era acessar o site do Correa, agora infelizmente vou ter que me contentar com outros caminhos cibernéticos menos importantes. Vai ser difícil me acostumar. Fique com Deus meu grande Correa!

Deixe uma resposta para PAULO roberto G.de BARROS Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *