Leia a entrevista da presidente da Confraria Tucuju, Telma Duarte, feira pelas jornalistas Márcia Corrêa e Girlene Gomes, na edição de domingo do jornal A Gazeta.

Telma fala dos projetos da Confraria, do esforço no resgate da história e da memória do Amapá, e ainda do trabalho que está sendo feito com o Ministério Público para o tombamento do Centro Histórico de Macapá.

Estado sem cultura

O triste de ler a entrevista é saber que o poder público não está participando com patrocínios dos projetos da Confraria. A secretaria estadual de Cultura, disse que não tem dinheiro. E a PMM está pensando, pensando.

Podiam tirar só uma “ponta” dos 4 milhões que serão gastos na expo-feira pra pagar sertanejos e tecnobregas e participar também dos projetos da Confraria.

Sai da Lama Jacaré. Cultura é bom.