Professor e advogado Dorival Santos, o querido Ney Bola, lançou seu livro “Entre a Tortura e a Matinta Pereira” na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, no último final de semana.  A obra retrata a ditadura militar no Amapá, e como as lendas amazônicas eram usadas no imaginário da população para causar medo dos “comunistas” e criar fatos inexistentes.