As bancadas políticas que compõem o parlamento amapaense já definiram os membros que vão representá-las nas Comissões Permanentes da Casa. Pelo seu amplo conhecimento na área, a deputada Marília Goés (PDT), foi eleita presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Assembleia Legislativa do Amapá.

A vice-presidência ficou com a deputada Mira Rocha (PTB), que assume com a meta de fazer com que a Comissão agilize o trâmite mais intenso das pautas legislativas da Casa. “Também penso que não devemos tratar como polêmicas os temas que são polêmicos para a minoria da população”, disse Mira Rocha.

A parlamentar Marília Góes, destacou que seu trabalho na Comissão será voltado para a população amapaense. “Teremos muito trabalho pela frente, mas tenho certeza de que as pautas que trataremos são essenciais para a construção de um Amapá mais digno”, acrescentou.

Em seu primeiro mandato parlamentar a deputada Marília Góes, uma das Comissões mais importantes da Assembleia amapaense, com uma peculiaridade, formada apenas por mulheres. A deputada Marília Góes (presidente), tendo na vice-presidência a petebista Mira Rocha e membros às deputadas: Roseli Matos (DEM), Telma Gurgel (PRTB), Cristina Almeida (PSB), Sandra Ohana (PP) e Maria Góes (PDT), sendo que as duas últimas serão suplentes.

A deputada Marília Goés compõe ainda as comissões de Educação, Cultura e Desportos (vice-presidência) e a de Saúde e Assistência Social (membro).

 

Texto: Everlando Mathias/ASCOM/ALAP