O desvio do Tjap
Condenado sob a acusação de desviar dinheiro quando atuava no setor financeiro do Tribunal de Justiça do Amapá, Benedito da Silva Picanço, após ter uma série de recursos jurídicos negados, foi recolhido ontem ao Iapen para cumprir mais de quatro anos de prisão. No mesmo processo estava envolvida Cláudia Solange, filha de Benedito.

 

Pai e filha
De acordo com o Ministério Público Federal, autor da denúncia, feita em setembro de 2007, valendo-se do cargo de diretor financeiro Benedito Picanço usava guias de recolhimento do INSS para desviar dinheiro do Tjap. As guias de recolhimento eram preenchidas por ele, mas o dinheiro em vez de ir para o INSS era depositado na conta conjunta que mantinha com sua filha Cláudia Solange.