Dados alarmantes de estrupo e aliciamento contra menores foram revelados na noite desta terça-feira, 20, pelo delegado Titular da Delegacia Especializada de Repressão e Crime Contra Criança e Adolescente (Dercca), Daniel Mascarenhas. Durante a entrevista no programa Café com Notícia, ele falou sobre o que classifica de “Psicopatia sexual generalizada contra crianças e adolescentes”. “Em 2016 tiveram 222 estupros, em 2017 159 meninas foram estupradas e 27 meninos, as denúncias estão aumentando e isso é um bom sinal, não se calar”, contou.

Mascarenhas relatou que pretende colocar em pauta o termo de cooperação técnica em conjunto com o MP para tentar localizar os pedófilos de fora que estão aliciando as crianças no Amapá. “Nas escolas também estão acontecendo crimes hediondos. Números de professores aliciando alunos e alunas estão muito altos”, enfatizou.