Neste final de semana o Ciclo do Marabaixo continua, com o início das festividades para a Santíssima Trindade, nos bairros Laguinho e Favela. É o Domingo do Divino Espírito Santo, quando as homenagens à  este símbolo encerra, e as cores azul e branca nos mastros, bandeiras e decoração, sinalizam que as honras iniciam para a Santíssima. As famílias do Mestre Pavão, Tia Biló, dona Gertrudes e Dica Congó, pioneiras da tradição do marabaixo, já começam a preparar os barracões para receber devotos e visitantes que participam da programação que começa no dia 2, com o novenário. Na comunidade de Campina Grande, o Ciclo do Marabaixo sofreu alteração por causa do falecimento do morador José Guilhermino da Silva.

Foto: Márcia do Carmo

 

Ao contrário do Divino Espírito Santo, que é festejado somente no Laguinho, a Santíssima Trindade é homenageada nos dois bairros, que seguem a tradição do Ciclo do Marabaixo, com missa, novena, refeições, rodas de marabaixo, e o almoço dos inocentes.  Nos quatro barracões são preparadas as refeições e gengibirra, bebida tradicional do marabaixo, que são distribuídos durante a programação, e o oratório onde ficam as coroas da Santíssima e do Divino, permanecem arrumados, com velas acesas.

 

A Santíssima Trindade é um dos Mistérios do cristianismo, que prega a existência de um só Deus, formado pelo Pai, Filho e Espírito Santo, e esta devoção, simbolizada pela coroa, é a razão dos festejos dentro da tradição do marabaixo, que é fundamentada no catolicismo. A matriarca da família Costa, Gertrudes Saturnino, é a maior prova da interseção da Santíssima. Para que sua filha Natalina pudesse engravidar, fez uma promessa para a Santíssima, e nasceu Manoel, o filho mais velho, e a bênção foi paga com um almoço oferecido para 12 crianças, que simbolizavam os apóstolos. Desde então, o Almoço dos Inocentes se incorporou à tradição.

 

No dia 2 de junho, nos barracões da Favela começam os novenários, e no dia seguinte, festeiros e devotos seguem para o quilombo do Curiaú, onde participam do ritual da Quebra da Murta, que é retirada dos ramos que irão ornamentar um dos mastros da Santíssima Trindade. No dia 4, Domingo do Divino Espírito Santo, no Laguinho encerra-se suas homenagens, e, assim como na Favela, inicia a programação para a Santíssima, com as missas, seguida do café da manhã, e à tarde inicia o Encontro das Bandeiras de todos os barracões, na frente da Igreja Jesus de Nazaré, e o Marabaixo da Murta da Santíssima Trindade, até a amanhecer o dia seguinte, quando os mastros são levantados.

 

A etapa seguinte, ainda em homenagem à Santíssima Trindade, são as novenas e Bailes dos Sócios, e no dia 11 de junho, Domingo da Santíssima, tem missa dos quatro barracões, e  café da manhã. E na Favela, a programação continua com o Almoço dos Inocentes e o resto do dia é dedicado às crianças. O Ciclo do Marabaixo encerra no dia 18, em todos os barracões, com a derrubada dos mastros.

 

PROGRAMAÇÃO

FAVELA – Casas da Gertrudes e Dica Congó

 

02/06

18:30 – Início da Novena da Santíssima Trindade

 

03/06

16h – Quebra de Murta no Curiaú

 

04/06

De 16h às 7h  do dia seguinte – Marabaixo da Murta com levantamento dos Mastros

 

11/06

Domingo da Santíssima Trindade

09h – Missa

10h – Café da manhã

12h – almoço dos inocentes

Obs: A missa do barracão da dona Gertrudes será na igreja da Santíssima, no bairro Nova Esperança.

A missa da Dica Congó é no próprio barracão.

 

18/06

De 18h às 22h – Marabaixo da derrubada do mastros e  escolha dos festeiros de 2018.

 

LAGUINHO – Barracões da Tia Biló e Mestre Pavão

 

02/06

19h – Início da Novena da Santíssima Trindade

 

06/06

21h – 2º Baile dos Sócios do Divino Espírito Santo

 

04/06 – Domingo do Divino Espirito Santo

07h – Missa na Igreja São  Benedito (Tia Biló) e Igreja Jesus de Nazaré (Mestre Pavão)

09h – Café da manhã, nas casas das famílias pioneiras

16h – Marabaixo da Murta da Santíssima Trindade, até o amanhecer do dia seguinte, quando  mastro é levantado.

 

05/06

21h – 1º Baile de Sócios da Santíssima Trindade

 

10/06

21h – 2º Baile dos Sócios da Santíssima Trindade

11/06 – Domingo da Santíssima Trindade

07h – Missa na Igreja São  Benedito (Tia Biló) e Igreja Jesus de Nazaré (Mestre Pavão)

09h – café da manhã na casa das famílias pioneiras

 

15/05 – Corpus Christi (não está confirmado o marabaixo)

 

18/06

17h – Derrubada dos Mastros e escolha dos festeiros de 2018

 

CAMPINA GRANDE

 

Em virtude do falecimento do senhor José Guilhermino da Silva, conhecido como Manganês, morador antigo da comunidade, a programação da Campina Grande foi alterada, ficando da seguinte maneira:

11/06 – Domingo da Santíssima Trindade

8:30 – Missa no barracão

12h – Almoço dos Inocentes

13h – Ladainha da Santíssima

14h – Tarde de lazer com as crianças da comunidade

 

Mariléia Maciel

Assessoria de Comunicação – Ciclo do Marabaixo 2017