Por Veneide Souza

O que é para ser elogiado deve ser dito: a equipe do gestor do Município de Macapá tem feito um trabalho de limpeza digno de elogios. No entanto, pelo menos alguém dessa equipe precisa dar uma voltinha na pracinha em frente ao Trapiche Eliezer Levy às 6:00hs da manhã e esperar um pouco para assistir a chegada de uns certos personagens negros assíduos frequentadores das lixeiras públicas e, por assim ser, eles estão lá nesse local e nessa hora todos os dias. Vão bater ponto no lixo que os vendedores ambulantes de comidas e bebidas e mais não sei o que deixam nos frágeis sacos no chão. Isso mesmo, no chão do local que era para ser o mais limpo do mundo. A orla do mais famoso e cobiçado rio do mundo: o Rio Amazonas. Sem falar que deveríamos cuidar com carinho, pois somos a única capital construída às suas margens. Ribeirinhos que somos todos, se não for tomada uma medida urgente para acabar com essa lixeira a céu aberto em frente à cidade, estaremos ganhando o troféu da sujeira. E lá vai mais lixo para o Amazonas, infelizmente. Lixo que o vento, os urubus e os porcos vão se encarregar de transferir para essas águas tão cobiçadas por todos e tão desprezadas pelo seu próprio povo. Como macapaense e como cidadã que prima pela limpeza eu não aceito isso!”

http://ocasional-veneide.blogspot.com

Rio Amazonas 115b