A Câmara Única do Tribunal de Justiça do Amapá decidiu em sessão de ontem, terça-feira, 18, que o deputado estadual Moisés Souza e o ex-deputado Edinho Duarte vão para prisão domiciliar, podendo cumprir o restante da pena de 13 anos em casa.

Os dois alegaram problemas de saúde.

O desembargador relator Manoel Brito, deu parecer contra a prisão domiciliar, mas os desembargadores João Guilherme Lages e Gilberto Pinheiro votaram contra o parecer do relator.

Os dois não poderão ter acesso em casa a telefones e nem internet.

O Ministério Público vai recorrer da decisão.

 

Do twitter do jornalista Anderson Farias