Câmara Única do TJAP decide por prisão domiciliar para Moisés e Edinho. MP deve recorrer

A Câmara Única do Tribunal de Justiça do Amapá decidiu em sessão de ontem, terça-feira, 18, que o deputado estadual Moisés Souza e o ex-deputado Edinho Duarte vão para prisão domiciliar, podendo cumprir o restante da pena de 13 anos em casa.

Os dois alegaram problemas de saúde.

O desembargador relator Manoel Brito, deu parecer contra a prisão domiciliar, mas os desembargadores João Guilherme Lages e Gilberto Pinheiro votaram contra o parecer do relator.

Os dois não poderão ter acesso em casa a telefones e nem internet.

O Ministério Público vai recorrer da decisão.

 

Do twitter do jornalista Anderson Farias

  • Eu esperava outro posicionamento do recém-empossado desembargador João Guilherme Lages.
    Agora espero que ele tenha o mesmo pensamento quanto aos presos do IAPEN que estão na mesma condição desses dois políticos ladrões que agora vão para suas casas.
    Lamentável…

  • Eleitos juntos, trabalharam juntos, roubaram juntos,julgados juntos, condenados juntos, presos juntos, adoeceram juntos, libertados juntos. Não!! troquem alianças logo…

  • Essa mesma corte negou prisão domiciliar de uma cliente que está presa preventivamente e tem uma filha de quatro anos que está na responsabilidade de terceiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *