Por Ana Girlene

CAFENOTICIA

Regência

 

A incorporação da regência de classe a remuneração dos professores pegou todo mundo de surpresa, inclusive, os favoráveis a ideia, que nem tiveram tempo de alinhar a estratégia de defesa. A medida, delicada e arriscada, é uma ótima oportunidade para avaliar a inteligência dos aliados do governador Camilo. Se o Sinsepeap tiver o grau de rejeição que os assessores do GEA dizem, a ferida será pequena. Do contrário, amargará mais desgastes.

 

Interesse

 

No mínimo oito gigantes asiáticos disputarão o leilão da ANP para explorar Petróleo na costa do Amapá. O certame ocorre nos próximos dias 14 e 15. O valor inicial para lance em cada bloco dos 97, no rio Amazonas, é de R$ 13 milhões.

 

Carência

 

Em entrevista ao Café com Notícia, o diretor da única psiquiatria do Amapá, a do Hospital Alberto Lima, Adriano Verissimo afirmou que há carência de profissionais naquela ala do Hospital. Com uma demanda de 70 novos pacientes com transtornos mentais a cada mês, possui apenas 4 psiquiatras.

 

Moisés governador

 

O promotor de justiça e empresário do ramo educacional, Moisés Rivaldo – o promotor Moisés -, não desiste da política. Mesmo impedido por lei de concorrer a cargo eletivo, em razão de sua atividade funcional, vem se arriscando nas urnas. Agora, com a aposentadoria chegando, disse que pretende alçar novos voos: ao Setentrião. Com a campanha do “O petróleo é nosso”, acredita que conseguirá muitos simpatizantes ao projeto. Será?

 

 

Saúde

 

No Amapá, como em boa parte do país, a demanda por atendimento de saúde representa a maioria dos atendimentos feitos pelos MPs brasileiros. Tamanho é o volume, que de acordo com o promotor André Araújo, o Ministério Público do Amapá, desmembrou o atendimento da área e criou uma Promotoria da Saúde, que já começa com 500 procedimentos abertos. “O desafio é enorme, mas precisamos enfrentá-lo”, disse o futuro titular.

 

Criatividade

 

Numa visita rápida ao site da Assembleia Legislativa do Amapá é possível observar, ao menos, duas coisas nada interessantes para a sociedade. A primeira é que o Portal da Transparência não está no ar, mesmo com multa pessoal ao atual presidente pelo descumprimento. A segunda é a criatividade dos nossos parlamentares. Tem projeto que obriga Estado a distribuir protetor solar e outro que obriga restaurantes a criarem cardápios pelo preço do alimento.

 

Uso indevido

 

 

 

O Procurador de Contas, Reginaldo Ennes representou contra a secretária da Saúde, Olinda Consuelo, por uso indevido de advogado pago pelo estado em causas consideradas particulares, ainda que em razão do cargo. “Ressalta-se impossibilidade de a União, Estados, Distrito Federal e Municípios defenderem, por meio de suas procuradorias, o servidor público acusado de ato de improbidade, pois não haveria nenhum sentindo na própria administração arcar com os gastos advocatícios do servidor-réu”, disse o procurador, parafraseando Alexandre Moraes.

 

Faltam Professores

 

O estado do Amapá sofre com a carência de professores. São aproximadamente 300 profissionais em falta nas escolas. Segundo a coordenadora de educação básica da Seed, Rosinete Rodrigues, ainda está sendo feita a lotação dos professores nas escolas. , porém o número de professores concursados é inferior a demanda. Para resolver a situação, Rosinete conta que deverá ser feio contrato administrativo. “Macapá e Santana não sofrerão, apenas alguns municípios. Após todo esse processo estudaremos a possibilidade de abrirmos contrato administrativo”, disse.

 

Balestreri no Café

 

O Governo do Estado, por meio da Escola de Administração Pública do Amapá (EAP) realizará a “Jornada de Segurança Pública e Democracia”, no período de 29 de abril a 4 de maio, voltada para servidores do Eixo da Segurança Pública do Estado. A solenidade de abertura será presidida, na segunda-feira, 29, no Centro Cultural Franco Amapaense, a partir das 8h, seguida da palestra magna “O papel do Operador de Segurança Pública na Construção da Democracia”, ministrada pelo consultor de segurança pública, Ricardo Balestreri. Na terça, às 18h, receberemos o consultor no Café com Notícia.

 

 

 

Café expresso

 

 

 

Incluindo o lançamento, já são cinco, o número de plenárias de PPA Participativo realizadas pela Prefeitura de Macapá. Em cada um delas, algumas dezenas de “delegados do povo” estão sendo eleitas.

 

As últimas duas foram canceladas, a pedido do prefeito Clécio, que, de acordo com sua assessoria, faz questão de estar presente em todas as plenárias.

 

A incorporação de 100% da regência de classe ao salário dos professores do Estado está deixando os estudantes apreensivos. Com o calendário já atrasado, os professores não descartam risco de ter uma nova greve.

 

“ Quando perceber que alguém está tentando fazer você ficar com medo de Deus, afaste-se, ele está escondendo alguma coisa” Corrêa Neto no dia 13 de abril passado.