Café com Notícia

Por Ana Girlene

CAFENOTICIA

Esquentou de novo

 

Prevendo chapa única, os advogados Narson Galeno e Jorge Anaice já comemoravam a “vitória” antecipada nas eleições da OAB/AP, quando souberam que a outra chapa continua no páreo, agora com novos representantes. Cícero Bordalo Jr. e Adriana Ramos disputarão o pleito com o grito: “A Ordem é dos advogados: chega de interferência na OAB / AP”. Resta agora saber se a disputa seguirá ou não judicializada.

 

Novo rumo

 

O ex-vereador e atual secretário de finanças da Câmara de Vereadores de Macapá, Luizinho Monteiro, já está com as malas prontas para deixar o Partido dos Trabalhadores (PT). Desabafa que no PT tem muito “cacique pra pouco índio”. Não revela a nova sigla, mas se diz chateado com as velhas práticas e seguirá em busca de novos projetos. “Não quero os velhos vícios”, disse á Coluna.

 

 Esgotando

 

Foram muitas as reclamações contra a Unimed Macapá até que a Agência Nacional de Saúde determinasse a alienação da carteira, proibindo a venda de novos planos. Isso já era o esperado. Relembramos que falta pouco tempo para esgotar o prazo de dois meses, estipulado pela atual direção da cooperativa, para a transformação do prédio da administração em Hospital Infantil, incluindo atendimento emergencial e UTI.

 

 Mais dor de cabeça

 

As coisas não andam nada bem para os dirigentes da Unimed em Macapá. Outra dor de cabeça veio após a determinação do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) para que a cooperativa contrate imediatamente 32 enfermeiros e 12 técnicos de enfermagem para melhorar o atendimento aos usuários. Caso descumpra, os serviços poderão ser interrompidos.

 

Data base

 

O governador Camilo Capiberibe fez conta no twitter para valorizar o aumento dado os servidores em sua gestão. De acordo com o chefe do Executivo, já ultrapassa 18%. Por outro lado, sindicalistas questionam o chamado ganho real. O Portal Cotidiano fez os cálculos do último reajuste. Se partirmos dos 7,13%, anunciado no último dia 18, e subtrairmos pela inflação de 2102 (5,84%), o aumento foi de 1,29%, mas se o referencial utilizado for o IPCA – acumulado dos últimos doze meses – 6,59%, o ganho real fica ainda menor: 0,54%. Daí a frustração geral.

 

 Nova procuradora

 

O Tribunal de Contas do Estado do Amapá acaba de convocar uma nova Procuradora de Contas. Foi publicado do Diário Oficial do Estado a convocação de Amélia Paula Gurjão Freitas, aprovada no último concurso para o cargo. Ao lado de Reginaldo Ennes, devem estruturar o Ministério Público de Contas do Amapá. A legislação permite a convocação de até sete procuradores, proporcional ao número de conselheiros. Coisa errada para fiscalizar é o que não falta por aqui.

 

 AIDS

 

Cerca de 1200 pessoas infectadas pelo vírus HIV no Amapá recebem tratamento atualmente no Estado. Mas, esse número, repassado pela enfermeira Adriana Coimbra, coordenadora do Centro de Assistência Especializada aos pacientes soropositivos, pode ser muito maior. “As pessoas têm muito medo e não procuram o centro para fazer o exame. Muitas infelizmente chegam tarde demais”, alerta a enfermeira.

 

Endeusado

 

Em visita ao Amapá, ontem, o ex-ministro da Casa Civil e condenado por corrupção no Mensalão, José Dirceu, foi calorosamente recebido pelos militantes do PT regional. Parece que o risco de ser preso, em julho, não arranhou o disco do Zé. Ele tem percorrido o Brasil inteiro para apresentar sua tese sobre o histórico julgamento do STF que o condenou. Para Dalva Figueiredo, a peregrinação de Dirceu é normal. “O que poderíamos esperar de um militante como ele?”, indaga.

 

 SOS Cidades

 

No período de 20 a 28 de abril, diversos especialistas, pesquisadores e profissionais de diversas regiões do Brasil estarão em Macapá para executar o programa S.O.S Cidades. O evento, promovido pelo Colegiado de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Amapá, terá vasta programação: oficinas, conferências diárias, mesas redondas e debates. Os profissionais farão ainda o reconhecimento da cidade para que possam apontar soluções.

 

 Expresso

 

“Quando falamos que alguém tem câncer, todo mundo abraça, mas quando o assunto é AIDS todos se afastam”, Marcia Pinheiro da Associação dos amigos soropositivos do Amapá.

 

“Demos uma surra jurídica no Paulo Campelo. A sua retirada do pleito comprova a compra de votos”, Julhiano Avelar, procurador do Estado.

 

O promotor de justiça Pedro Leite solicita que a CPI da Saúde, instalada na Assembleia Legislativa, dê continuidade aos trabalhos.

 

Secretários de educação do Estado e de Macapá poderão responder na justiça e até perder os cargos, caso não resolvam a situação das 3 mil crianças fora da sala de aula na Capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *