* Helenilson Fonseca. Professor de francês, viajante e viajado 


Houve uma fase em que Salvador ficou com fama de cidade cara, onde se pagava até pra respirar. Isso ficou no passado.

Hoje a Bahia é um dos melhores lugares pra aproveitar longas férias ou pequenas escapadas. O Pelourinho é um lugar seguro, com posto policial, história, capoeira, coco gelado, cenário para as melhores fotos, lojas de lembranças, roupas, objetos de arte, com preços para o visitante comprar sem revirar o olho.No Pelourinho eu me dei o prazer de contratar um guia que me explicou a história de cada espaço, valeu a pena! (R$ 50).


A orla tá organizada, limpa, segura e o Uber funciona muito bem.


O difícil em Salvador é definir pra onde se ir, são tantas opções, para todos os gostos.
Na última vez, no feriado do trabalhador, eu fiz o clássico passeio para Iha dos frades e Itaparica(r$60)com ótimo almoço na ilha( restaurante à kg nota 10) tour pela cidade ( 15 reais, imagina?).
O Rio vermelho é uma boa pedida pra passear a noite, com bares para todas as tribos, comida e petiscos.
Quem quer história?
Quem quer gastronomia?
Quem quer axé?
Quem quer praia?
Eu quero tudo!
A “capital da diversão” é um dos melhores lugares para desfrutar das belezas do BR, sob as bênçãos de todos os santos e por preços simpáticos , eu vivo com a Bahia na cabeça.
Reveillon em Salvador
Macapá/ Salvador/Macapá pela Gol r$ 1.257.

Nota do Blog 

A Bahia, e Salvador, vivem um dos seus melhores momentos, com um excelente governador (PT) e um ótimo prefeito (DEM).

Depois de alguns anos sem ir à Bahia, fui em 2016 e este ano. E está como o professor escreveu no post acima.

Se puder, vá conhecer o restaurante Da Preta . Quando eu fui em 2016 ficava na Ilha de Maré, mas agora mudou pra ilha dos Frades.

Como tudo me acontece na Bahia, ainda encontrei o ídolo Gilberto Gil, na Preta.