As ações preventivas do governo em relação ao abastecimento do estado

O coronel Carlos Souza, secretário de Segurança Pública do estado e membro do gabinete que acompanha a crise de abastecimento no Brasil, diz que o governo está agindo proativamente. A orientação do governador Waldez Góes é que a equipe de governo, atue junto com a iniciativa privada para minimizar ao máximo os efeitos da greve dos caminhoneiros no Amapá.

Todas as áreas sensíveis do governo já foram levantada: Alimentos para merenda escolar, sistemas prisionais e unidades de saúde. E estoques de remédios e insumos da saúde.

  • Quando essa equipe se reuniu pela primeira vez, disseram que não haveria desabastecimento, eu fui uns dos primeiros a fazer críticas, sabendo que aqui vivemos numa ilha sem coqueiros, que tudo que precisamos vem de fora do Estado, portanto…

  • Ao invés de estarem fazendo festa e propagando que o Estado é o segundo maior produtor de bubalino do País, porquê não colocar isso para os amapaenses, não, o interesse é a exportação. E o meio ambiente como fica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *