O coronel Carlos Souza, secretário de Segurança Pública do estado e membro do gabinete que acompanha a crise de abastecimento no Brasil, diz que o governo está agindo proativamente. A orientação do governador Waldez Góes é que a equipe de governo, atue junto com a iniciativa privada para minimizar ao máximo os efeitos da greve dos caminhoneiros no Amapá.

Todas as áreas sensíveis do governo já foram levantada: Alimentos para merenda escolar, sistemas prisionais e unidades de saúde. E estoques de remédios e insumos da saúde.