Ainda bem

Governador Camilo Capiberibe anunciou ontem que a Rodovia Norte Sul se chamará Annibal Barcellos, em homenagem ao ex-governador que faleceu domingo.

Justa homenagem.  A importante rodovia fará a ligação da zona norte de Macapá com a rodovia Duca Serra, que liga Macapá a Santana.

Ainda bem que Camilo anunciou logo, antes que aparecesse algum maluco, desconhecedor da história e da cultura do Amapá, pra mudar algum nome tradicional.

Rodovia Norte/Sul se chamará comandante Anníbal Barcellos

“Militar, político e gestor, o comandante Barcellos foi, sem dúvida, um dos grandes construtores do Estado do Amapá”, disse o governador Camilo Capiberibe

A cerimônia de despedida do ex-governador do Amapá, Anníbal Barcellos, foi marcada pela presença de autoridades, familiares e amigos do comandante, que prestaram as últimas homenagens, e pelo anúncio feito pelo governador Camilo Capiberibe, anunciando que a Rodovia Norte/Sul será chamada de Rodovia Anníbal Barcellos.

A homenagem foi pelas grandes obras feitas pelo político no Território em transição para Estado. Em seu pronunciamento o governador ressaltou a importância do comandante, que chegou ao Amapá em 1979, foi governador do Território, deputado federal, primeiro governador do Estado, prefeito e vereador de Macapá.

Quando gestor, foi responsável por obras que são marcas do crescimento e transformação do Amapá. “Expresso pelo governador Barcellos carinho e respeito, independente de divergências políticas, não há como negar sua importância, que foi reiterada pelo povo que o elegeu diversas vezes, por isso a homenagem nomeando a rodovia que vai interligar as zonas Norte e Sul com seu nome”, disse o governador.

A Rodovia Norte/Sul inicia na rua Tancredo Neves, percorre 7 km até a Rodovia Duca Serra, que dá acesso à zona Sul e ao município de Santana. A obra é considerada uma das mais importantes deste primeiro ano de governo por resolver um dos principais problemas da cidade de Macapá, o de trafegabilidade.

Ela está em sua primeira fase que encerra em outubro. O recurso para a segunda etapa será liberado após o término da inicial, que será repassado pelo BNDES.

“É uma justa homenagem a este homem que dedicou parte de sua vida à causa pública. Seus feitos estarão para sempre na história do Amapá, por isso o reconhecimento”, finalizou o governador.

Discurso do governador Camilo Capiberibe na cerimônia de despedida do ex-governador Anníbal Barcellos

“Muitos buscam uma fórmula mágica para a imortalidade, mas somente nossas ações podem nos fazer seres imortais na memória social de um povo. Anníbal Barcellos, ou como era mais conhecido, Comandante Barcellos, foi um desses homens que marcaram sua passagem pela terra com indeléveis sinais de sua personalidade. Militar, político e gestor, o comandante foi, sem dúvida, um dos grandes construtores do Estado do Amapá. E por tudo que fez, com certeza será imortalizado na memória do povo”.

“A ele, deve-se a construção de boa parte da infraestrutura básica necessária à transformação do então Território em Estado, como também, tantas outras obras importantes para a consolidação e crescimento urbano do Amapá. Independente das divergências políticas que poderíamos possuir, não se pode negar a sua importante contribuição política e administrativa para o Estado”.

“Assim, como governador do Amapá, quero render homenagem a esse ilustre amapaense de coração. Que, como tantos outros, dedicou parte importante da sua vida a causa pública. Ele parte deixando um legado que marcará sua presença para sempre na história do povo amapaense”.

Mariléia Maciel – Assessora de Comunicação Social – Secom

 

O último adeus ao Comandante

Autoridades e milhares de pessoas acompanharam o cortejo fúnebre que levava o corpo do ex-governador Annibal Barcellos pelas ruas de Macapá. Música “Amigo”, de Roberto e Erasmo Carlos, e o hino do Fluminense, viraram trilha sonora das homenagens.