* Newton Augusto Albuquerque Chianca – Psicologo.

 

Do abandono a que estão submetidos habitualmente os espaços públicos urbanos, identificamos aqui a oportunidade de refletir a prática da cidadania sugerindo de mudança do nome da atual Praça Floriano Peixoto – Macapá/AP -, trazendo de volta o nome que tagarelava a voz popular, “Lago do Sapo”.

 

O debate para mudança do nome da atual Praça Floriano Peixoto para a “Praça Lago do Sapo”, aproximará os cidadãos, através da efetiva participação, naquilo que devem fazer e exigir dos espaços públicos que tem de ser de todos e a todos servir.

 

A vitalidade aqui pensada é uma ação cidadã num sentido amplo e ligado ao conviver com a cultura urbana e seus contornos políticos, estéticos, éticos, sociais e culturais.

 

Localizada no centro da cidade de Macapá, a atual Praça Floriano Peixoto (Praça Lago do Sapo, na minha voz rouca!) é uma área acessível aos moradores. Ideal para o passeio com as crianças, caminhadas, exercícios, um local perfeito para quem gosta do lazer ao ar livre e da boa forma, um espaço que oferece segurança e tranquilidade.

 

A Praça existe desde janeiro de 1922. Recentemente revitalizada, nas suas origens aquela localidade era identificada pela população como “Lago do Sapo”, sonoridade que ecoa e dá sentido a existência de uma comunidade, que agora reivindicamos o retorno ao nome popular, numa justa homenagem ao nosso povo.

 

Do “Lago do Sapo” brotava um “olho d’água”, gerando um ambiente propício para a utilidade da vida diária, que muitas mulheres lavavam suas roupas domésticas. Sapo! Um nome que corre fácil na boca do nosso povo, que se identifica com o seu canto no fim de tarde.

 

Nesta bela Praça – que teimo em chamar de “Praça Lago do Sapo” – em Macapá, dar volta em torno dela é um encantamento. Há uma sintonia da beleza que está em todos os cantos, que atraído pelo desenho das plantas, do lago, a sua arquitetura harmoniza suas cores nos dando uma saborosa sensação de bem-estar.

Esta praça é uma Exuberância! É definitivamente um Encanto!

É a Cidade para o Cidadão.

Viva a Praça Lago do Sapo!