• Querida Alcilene! Fico feliz todos os anos quando chega o dia 04/02, pois faço aniversário também de nascimento. Essa festa em Macapá é sempre divulgada e a confraria Tucuju não deixa passar em branco. As fotos estão lindas. Dá pra matar um pouco a saudade de minha terra natal.
    Beijos e parabéns a todos os macapaenses. Já estou chegando aí para o carnaval.
    Lúcia uchôa.

  • O que é reprovável nessa história é que uma instituição como a Confraria Tucuju que diz zelar pela manutenção das nossas tradições culturais tenha se curvado a essa “briguinha” entre prefeitura e governo e tenha aceitado fazer um festejo contando com o apoio de apenas um dos lados dessa abominável disputa. Acho que a Confraria, se seu objetivo for mesmo exaltar Macapá em todos os níveis, deveria ter fincado o pé e não ter tomado partido de ninguém; deveria ter dito “Ou os dois governantes nos ajudam a fazer uma festa em conjunto ou faremos só, sem a colaboração de nenhum dos dois, com a ajuda da comunidade e de empresários”. Do jeito que foi, a meu ver, tanto a festa do governo como a festa da prefeitura foram esvaziadas. Quem perdeu foi a cidade de Macapá. Precisamos urgentemente crescer e aprender a ver as coisas não com uma visão política partidária, mas de modo amplo, visando o bem geral da comunidade. Porém, com esses políticos que estão aí e com seus seguidores, muitas vezes xiitas, pobre de nós que apenas queremos de verdade, independente de correntes partidárias, o crescimento dessa nossa castigada cidade.

    • A Confraria sempre fez a festa com apoio da prefeitura..Mas desde o ano passado a Prefeitura faz outra festa, separada da Confraria…

      • Tudo bem. Eu entendo. Mas que ficou parecendo que era uma festa do governo e outra da prefeitura, ficou. Um coisa ridícula. Acho que uma instituição que se diz séria – e até que provem o contrário, eu acho que as pessoas que fazem parte da Confraria Tucuju são sérias – deveriam criar um mecanismo pra não ficar parecendo que estão de um lado ou de outro. Vamos torcer para que no ano que vem os dois “moleques pimbudos” resolvam se entender e fazer uma festa só, onde prevaleça de fato a vontade de festejar a nossa cidade.

  • Gente, vamos deixar de discutir abobrinha. Fazer a festa da cidade é, oficialmente, atribuição da prefeitura. Ocorre que a Confraria também festeja a data, e não é de hoje, mas precisava de apoio e de parcerias para que isso ocorresse. O governo do Estado não fez festa, mas foi, ao lado do Ministério Público e do Tribunal de Contas, parceiro da Confraria para que a presidente Telma Duarte tivesse os recursos e promovesse o evento. O resto é bobagem e perda de tempo.

  • PARABÉNS PARA CONFRARIA TUCUJU. LINDO EVENTO E MUITO BEM ORGANIZADO. POR FAVOR SE CANDIDATE A PREFEITA OU GOVERNADORA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *